Vigilância vai apurar desrespeitos sanitários em formatura da PRF, em Florianópolis

0
744

A Vigilância Sanitária de Florianópolis informou que vai abrir um processo administrativo para verificar o cumprimento das normas sanitárias no evento de formatura de agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que ocorreu na Capital na última sexta-feira (6).

A cerimônia, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, registrou aglomerações e a ausência do uso de máscaras por parte de convidados e organizadores.

De acordo com informações da Prefeitura de Florianópolis, o processo administrativo será aberto ainda nesta semana.

Após contato da reportagem, a comunicação da PRF informou que a instituição ainda não recebeu nenhuma informação à respeito, e irá se manifestar de forma oficial após tomar conhecimento da situação.

A solenidade do Curso de Formação Policial 2020 ocorreu na Universidade Corporativa da PRF, na Vargem Pequena, Norte da Ilha, e formou 650 alunos.

O evento contou ainda com a presença do ministro da Justiça, André Mendonça, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, e do senador Jorginho Mello (PL) — que é o atual vice-líder do governo no Senado. Além disso, a governadora Daniela Reinehr (sem partido) também compareceu.

Números da Covid-19 em Florianópolis

De acordo com o Covidômetro de Florianópolis, a Capital catarinense registrou 178 mortes em decorrência da Covid-19 nesta segunda-feira (9), e tem uma taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) de 85,8%.

A região da Grande Florianópolis é, inclusive, a única do Estado classificada em nível gravíssimo na matriz de risco potencial da doença. A avaliação considera itens como evento sentinela, monitoramento, transmissibilidade e capacidade de atenção.

Artigo anteriorSC não terá lei seca no dia das Eleições 2020
Próximo artigoMourão: ‘Biden terá que ir além do discurso sobre união’