Venda de veículos seminovos e usados cresce 8,6% no Brasil em 2023; setor espera superar resultado neste ano

0
40
Foto: Fabio Tito

A venda de carros seminovos e usados cresceu 8,6% no Brasil em 2023. Segundo dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), 14,4 milhões de unidades foram comercializadas no país no ano passado, uma média de 57.794 por dia útil, ante 13,2 milhões em 2022. A expectativa do setor para 2024 é ainda mais positiva.

Os carros com 13 anos ou mais de uso foram os mais vendidos ao longo do ano (veja na tabela abaixo). Foram mais de 5 milhões, o que representa um aumento de 13,5% em comparação com 2022.

Em Minas Gerais, segundo maior mercado de seminovos e usados do país, atrás apenas de São Paulo, as vendas cresceram 10,9% em 2023. Foram 1,8 milhão de carros vendidos, enquanto, no ano anterior, o número chegou a 1,6 milhão.

Para o presidente da Associação dos Revendedores de Veículos no Estado de Minas Gerais (Assovemg), Glenio Junior, a vantagem do preço dos seminovos e usados em relação aos veículos novos e a queda da taxa de juros contribuíram para os resultados de 2023.

“Quem tem um score [de crédito] bom acabou conseguindo excelentes taxas de juros no financiamento. O preço do seminovo também caiu, houve uma depreciação da tabela Fipe”, afirmou.

Segundo Glenio Junior, o programa de descontos para carros populares novos do governo federal também impactou de forma positiva a venda de seminovos e usados.

“Quando o programa acabou, o consumidor voltou a fazer opção pelo seminovo. A procura voltou com muita força”, disse.

De acordo com o presidente da Assovemg, a expectativa para 2024 é ainda melhor, devido ao aumento do salário mínimo e à projeção de crescimento da economia e de queda da taxa básica de juros, dos atuais 11,75% ao ano para 9%.

Ele espera que a elevação do imposto de importação sobre veículos elétricos também favoreça as vendas.

“Grande parte dos consumidores compra carro financiado, então, a queda da taxa de juros contribui muito para as vendas. A inflação mais controlada também ajuda bastante”, afirmou Glenio Junior.

Carros novos

A venda de carros novos também cresceu no Brasil em 2023. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a alta foi de 11,3% em comparação com 2022.

Ao todo, foram emplacados 2,1 milhões de automóveis e veículos comerciais leves no ano passado. É a primeira vez, desde 2019, que esse número supera os 2 milhões.

Artigo anteriorFarmácia Municipal de Itajaí tem horário alterado para a retirada de medicamentos de alto custo
Próximo artigoSamu de Santa Catarina atende mais de 20 mil chamadas em apenas nove dias