Vacina e o mercado financeiro: como a luta contra a Covid19 vai impactar a economia?

0
67
General practitioner vaccinating old patient in private clinic with copy space. Doctor giving injection to senior woman at hospital. Nurse holding syringe and using cotton before make Covid-19 or coronavirus vaccine.

Foi dada a largada oficial de vacinação contra a Covid19 no Brasil, e, diante desse novo cenário, uma pergunta surge no meio econômico: como a bolsa de valores vai reagir a essa nova fase? Segundo o consultor financeiro César Karam, do Canal do Karam no Youtube,  apesar das muitas questões que envolvem o momento atual, não é hora de fazer grandes investimentos, nem de se arriscar sob projeções midiáticas.

“Diante de tudo que estamos vivendo, eu consigo ver duas possibilidades para o futuro: um cenário de otimismo, de retomada da economia, de aquecimento financeiro e elevação, e outro, de cálcio e queda generalizada, chegando a marcar forte as correção nos preços, ou, no mínimo, correção média nas Bolsa de Valores. Isso tudo, claro, com muita pressão não só no mercado financeiro mas também na economia e na vida das pessoas”, avalia.

Nesta perspectiva, o consultor orienta que o melhor a se fazer é “ficar em cima do muro.”

“A melhor escolha é ter uma estratégia que contemple ambos os cenários. É ter investimentos que possam lucrar independentemente do cenário de elevação ou de queda dos preços”, orienta. “Para isso, é necessário manter caixa, de preferência em renda fixa com liquidez, ou seja, que você possa retirar a qualquer momento. Se é um iniciante e tem pouco tempo, sugiro manter 50% de seu capital do Tesouro Selic ou em um fundo DI com liquidez de D + 1. À medida que se avança no estudo, pode-se melhorar ainda mais a composição dessa renda fixa através da inclusão de alguns fundos em que se tenha liquidez menor mas buscando maior rentabilidade”, recomenda.