Transmissão da Covid-19 em Itajaí e região sobe para nível gravíssimo

0
822

A região da Foz do Rio Itajaí teve aumento no índice de transmissão do coronavírus (Covid-19). De grave, passou para o nível gravíssimo, representado pela cor vermelha.

No total, sete regiões de Santa Catarina estão nessa classificação e todas as demais no estado grave (cor laranja). A nova matriz de risco foi divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Governo do Estado.

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado, na terça-feira (3), os 11 municípios da Foz do Rio Itajaí (Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Luiz Alves, Navegantes, Penha e Porto Belo) apresentaram 30.140 casos confirmados de Covid-19, 28.229 curados e 490 óbitos.

Itajaí é a cidade que tem mais infectados, com 8.179 casos confirmados. Logo atrás está Balneário Camboriú, com 7.363. Itapema que é a terceira cidade no ranking, tem 3.585, ou seja, menos da metade de Balneário e Itajaí.

Vale lembrar que esses municípios tiveram grande número de turistas no feriadão de Finados e também de Nossa Senhora Aparecida. Nas duas datas houve registros de aglomeração e desrespeito às normas sanitárias, previstas pelo Governo de Santa Catarina.

No Estado, há 261.543 casos confirmados, 246.376 curados e 3.129 óbitos

Santa Catarina

O Estado voltou a registrar uma região em estado gravíssimo (vermelho) no mapa de risco para Covid-19.

Desde o dia 15 de setembro, Santa Catarina não apresentava regiões em vermelho. A Grande Florianópolis abrange 22 municípios e a nova classificação afeta, aproximadamente, 1 milhão e 200 mil pessoas.

Além da reclassificação da Grande Florianópolis, outras onze regiões encontram-se em estado grave (cor laranja) e quatro em alto (cor amarela).

As regiões Alto Vale do Rio do Peixe, Planalto Norte, Médio Vale do Itajaí, Nordeste e Xanxerê tiveram o risco aumentado, modificando de alto

para grave. Seis regiões se mantiveram em nível grave: Extremo Oeste, Serra Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Laguna e Extremo Sul).

A região Oeste fez o caminho inverso, tendo seu risco reduzido de grave para alto. Outras três regiões apresentam nível alto: Alto Uruguai Catarinense, Meio-Oeste e Carbonífera. Não há regiões em nível moderado (azul).

Artigo anteriorPrefeitura de Joinville organiza retorno às aulas presenciais
Próximo artigoPrazo para contestar auxílio de R$ 300 negado termina nesta segunda