Terceiro suspeito de envolvimento na morte de motorista de aplicativo é preso

0
278

Um terceiro suspeito de envolvimento na morte do motorista de aplicativo Luciano Lopes de Araújo foi preso na tarde dessa quarta-feira (5). O mandado de prisão foi cumprido no Morro do Horácio, em Florianópolis.

A ação foi feita pela DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Palhoça com apoio da Delegacia de Homicídios da Capital e do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar).

De acordo com o delegado Ênio Mattos, da Delegacia de Homicídios, o detido é natural de Florianópolis e já possui passagens policiais. O corpo de Luciano de 42 anos foi encontrado em Palhoça, na Grande Florianópolis, no dia 23 de setembro.

Na última segunda-feira (3), um jovem de 22 anos – segundo suspeito de envolvimento na morte do motorista – foi encontrado morto com marcas de tiros no Morro do Horácio.  A hipótese é de que ele tenha sido morto por pessoas ligadas ao tráfico de drogas na região.

O terceiro suspeito de ter matado o motorista de aplicativo foi apreendido no dia 23 de setembro. Trata-se de um adolescente de 17 anos. O menor de idade teria participado de um roubo feito com o carro da vítima.

Relembre o caso

O motorista de aplicativo estava desaparecido desde a manhã do dia 22 de setembro, quando saiu para trabalhar. A última informação sobre o deslocamento é a de que a rua Arcanjo Cândido da Silva, no bairro Praia de Fora, em Palhoça, foi o destino final registrado.

Luciano era morador do bairro Itacorubi, em Florianópolis, e saiu às 5h da manhã para realizar uma corrida por meio do aplicativo InDrive. A família estranhou o fato de Luciano não ter ido buscar a filha na escola.

A esposa, Vera Lúcia de Araújo, tentou ligar para Luciano diversas vezes. As chamadas no celular não foram atendidas e as mensagens enviadas não tiveram retorno, segundo consta no BO (Boletim de Ocorrência) registrado por Vera.

O corpo do motorista foi encontrado em Palhoça no dia 23 de setembro por um morador da região em um matagal próximo à estrada do Espanhol, de acordo com a PM (Polícia Militar). A arma utilizada na morte de Luciano foi uma faca.

Informações nd+

Artigo anteriorÍndice de variação de aluguéis cai 0,02% em setembro, diz FGV
Próximo artigoRecadastramento do Programa Fila Única em Balneário Camboriú inicia dia 17 de outubro