Rede catarinense de Gás Natural recebe implantação de novo Sistema de Supervisão

0
191

Agregando ainda mais tecnologia à infraestrutura de Gás Canalizado, a Companhia de Gás de Santa Catarina iniciou em 2022 a implantação de um novo Sistema de Supervisão da Rede, que coleta em tempo real os dados das principais instalações e clientes, minimizando a necessidade de deslocamento de pessoal até os diversos locais dos mais de 1.400 km de gasodutos.

Os dados coletados são processados pelo Sistema e disponibilizados para análise pela equipe da concessionária 24h/dia. Aos consumidores e sociedade, o novo sistema garante agilidade e transparência no acesso às informações operacionais, auxiliando e antecipando a tomada de decisão em ocorrências extraordinárias, contribuindo assim para a maior segurança na distribuição e consumo de Gás em Santa Catarina.

 

Em agosto de 2022, o primeiro consumidor industrial recebeu a implantação do sistema, que inicialmente deverá ser introduzido aos clientes que consomem mais de 1.500 m³/dia de Gás Natural. Ao final de 2022, o novo Sistema de Supervisão da Rede chegou a mais de 50 estações, monitorando 100% do volume de compra e cerca de 60% do volume de venda da Companhia. De acordo com o engenheiro e colaborador da SCGÁS, Bruno Brandl, a meta é de que aproximadamente 500 estações sejam monitoradas até 2025.

Além de clientes, estações coletivas e pontos estratégicos da rede da SCGÁS também serão monitorados. Internamente os dados coletados auxiliarão no ganho de qualidade e agilidade no processo de medição, faturamento, programação de retirada de gás pelos clientes e da SCGÁS junto aos seus supridores.

“No aspecto operacional e de segurança, com informações centralizadas e precisas, em uma situação de emergência, a Companhia consegue atuar mais rapidamente, deslocando suas equipes de campo para fazer o reparo e acompanhando remotamente o impacto e desempenho da Rede”, explica o engenheiro. A automação implementada está em conformidade com aspectos regulatórios, e propiciará atendimento ao novo mercado de gás e consumidores livres.

Investimentos em Tecnologia

Neste ano, mais de R$ 5 milhões serão destinados ao Sistema de Supervisão da Rede. No total, até o final de 2026, a SCGÁS irá investir cerca de R$ 16,8 milhões na execução do projeto, que é um dos primeiros passos na preparação da distribuidora para os novos desafios tecnológicos do mercado. “Serão investidos entre 20 a 30 mil reais por estação” complementa Bruno.

Estes investimentos fazem parte do maior Plano Plurianual de Negócios da história da Companhia. Entre 2023 e 2027, aproximadamente R$ 773 milhões serão voltados para o avanço do Gás Natural no Estado.

 

Fonte: SCGás 

Artigo anteriorSessão Solene de Posse e Diplomação da Câmara Mirim de Itapema acontece nesta sexta (03/03)
Próximo artigoLucro da Petrobras em 2022 é de R$ 188 bi; 77% superior ao de 2021