Projeto em escolas de Tijucas debate suicídio infantojuvenil

Iniciativa promovida pela Univali oferece oportunidade para que crianças da região possam comunicar-se sobre o tema

0
948

Diálogo familiar, redes sociais, games e a prevenção de suicídio são debatidos com jovens do 6º ao 9º ano de escolas da rede pública de Tijucas, em Santa Catarina.

A iniciativa, desenvolvida por meio do projeto de extensão Direito e Cidadania nas Escolas, capitaneado por professores e alunos do curso de Direito da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em Tijucas, promove oportunidades para que crianças da região possam comunicar-se sobre o tema tirando dúvidas e diminuindo resistências, anseios e dificuldades no trato da questão.

Murilo Justino Barcelos, coordenador do projeto, explica que estão acessíveis, na internet, pelo menos, 5 mil games semelhantes ao Baleia Azul e “Momo”, o personagem que teve sua imagem disseminada pelo WhatsApp como um desafio viral no ano passado.

Em 2019 ele teria retornado estimulando crianças a cortarem os próprios pulsos: “Jogos como esses induzem que o tema não seja debatido nem mesmo no âmbito familiar. Trabalhamos para reverter isso”, aponta Murilo.

A atividade conta com o apoio das Secretarias Municipais de Educação e de Saúde de Tijucas. Os próximos encontros ocorrem, nos dias 16 e 23 de maio, na Escola de Educação Básica Cruz e Souza. Já, nos dias 21 e 28 de maio, é a vez do Núcleo Avançado de Ensino Supletivo (Naes). Ambos no centro da cidade.

Outras informações: (48) 3345-3236/3345-3224/(47) 99641-8364, com Murilo Justino Barcelos, coordenador do projeto Direito e Cidadania nas Escolas da Univali em Tijucas.

Artigo anteriorHomem é preso com camarão contrabandeado após fugir da fiscalização na BR-280
Próximo artigoSC registra mais de 10 casos por dia de violência sexual contra crianças e adolescentes