Prefeitura de BC afasta empresa responsável pelo pronto-socorro após duas mortes no Ruth Cardoso

Com o fim do contrato da Medserv, outra empresa, do Paraná, foi contratada temporariamente

0
1193

A empresa responsável pela administração do pronto-socorro do Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, foi afastada pela administração pública da cidade. A medida foi tomada depois do registro de duas mortes ocorridas em menos de uma semana no local.

As mortes ganharam repercussão nas redes sociais com suspeitas de negligencia médica. As mortes são de Ivonei de Santos, de 24 anos e Larissa Martins, de 31. Eles morreram esperando atendimento e tiveram mais de uma passagem pela unidade. Os funcionários envolvidos nos atendimentos também foram afastados.

A empresa que estava à frente do pronto-socorro foi escolhida por meio de um contrato temporário, sem licitação. A empresa era a Medserv e estava no Ruth Cardoso desde dezembro de 2018. Com o fim do contrato da Medserv, outra empresa, do Paraná, foi contratada temporariamente.

Artigo anteriorEstado promove encontro sobre prevenção à violência doméstica e feminicídio
Próximo artigoAvião cai em região de mata da cidade de Luiz Alves