Operação Mensageiro tem novas prisões e quarta fase deflagrada nesta quinta-feira

0
114

A manhã desta quinta-feira (27) começou com mais um avanço da Operação Mensageiro. São cumpridos 18 mandados de prisões preventivas e 65 mandados de busca e apreensão nas regiões Sul, Planalto Norte, Alto Vale e Vale do Itapocu.

A operação, que entra na quarta fase, é coordenada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e o Geac (Grupo Especial Anticorrupção), do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina).

As novas ordens judiciais expedidas pelo TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) são referentes aos municípios de Imaruí, Presidente Getúlio, Três Barras, Gravatal, Guaramirim, Schroeder, Ibirama, Major Vieira, Corupá, Bela Vista do Toldo, Braço do Norte, Massaranduba.

Os mandados foram requeridos pelo MPSC após a análise dos depoimentos de testemunhas, dos investigados e das provas coletadas nas primeiras fases da Operação.

As investigações apuram suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em Santa Catarina.

A ação desta quinta também contou com importante apoio do Gaeco e do Ministério Público do Distrito Federal, que localizou e efetuou a prisão de um dos investigados que estava em viagem a Brasília.

Ao todo, até agora, já foram cumpridos 196 mandados de busca e apreensão e 40 mandados de prisão preventiva. Esta 4ª fase da operação ainda corre em segredo de justiça, por determinação legal, mas, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações poderão ser divulgadas.

Sessão desta quinta

Uma sessão na 5ª Câmara Criminal do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina), nesta quinta-feira (27), em Florianópolis, vai decidir se o prefeito, o vice-prefeito e um gerente da administração municipal de Tubarão, mais o prefeito de Itapoá, viram réus.

Os quatro, investigados pela Operação Mensageiro, estão presos preventivamente após investigações do Ministério Público.

O prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP), e o vice, Caio Tokarski (União Brasil), assim como Darlan Mendes da Silva, que atuava como gerente de gestão municipal de Tubarão, participarão da audiência nesta quinta. A denúncia contra o prefeito Marlon Neuber (PL), de Itapoá, também será avaliada pelos desembargadores.

Artigo anterior‘Explosão de casos’: em uma semana, SC soma quase 4 mil novos infectados por dengue
Próximo artigoMais de seis mil pessoas são vacinadas contra a Influenza em Balneário Camboriú