Neta é presa suspeita de assassinar avó e colocar corpo em mala em Itajaí

0
144

Dias após o caso chocar Itajaí, Litoral Norte de Santa Catarina, a Polícia Civil prendeu a suspeita de ter assassinado a própria avó, de 78 anos, e abandonar o corpo em uma mala. Segundo a polícia, a idosa foi morta por asfixia, na tarde do dia 31 de dezembro.

A neta da idosa, que morava com ela há cerca de dois meses, é a principal suspeita do assassinato. Segundo o delegado responsável pela investigação, Eduardo Ferraz, o motivo do crime seria o recebimento de uma herança – o apartamento em que a idosa morava.

A mulher foi presa nesta terça-feira (10) após negociações com os advogados. Ela se entregou na DIC (Divisão de Investigação Criminal). Durante interrogatório, a mulher permaneceu calada.

Ela foi indiciada pelos crimes de homicídio qualificado por asfixia, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima, assim como o crime de tentativa de ocultação de cadáver.

Relembre o crime

O caso aconteceu no domingo (1º), no bairro Santa Regina. De acordo com vizinhos da idosa, moravam com ela, além da neta, os dois bisnetos, filhos da mulher. A última vez que a vizinha de porta viu a vítima foi por volta das 14h de sábado (31).

Ainda conforme a vizinha, na última conversa que teve com a idosa, ela havia comentado que não gostaria mais da companhia da neta e dos bisnetos e que desejava que eles fossem morar em outro lugar.

Os policiais conversaram também com outro vizinho do condomínio, que contou que a suspeita esteve na casa dele na madrugada no domingo, após uma confraternização de Ano Novo. Ele contou que a mulher falava a todo momento “se caso tivesse matado alguém, se eles iriam ficar bravos”. A mulher também justificou ter que sair mais cedo da confraternização, pois “mais tarde ela tinha que terminar o serviço que começou”, contou.

Por volta das 5h da manhã de domingo, a mulher saiu do apartamento com uma mala gigante e os dois filhos. Os vizinhos presenciaram a movimentação, notando que a mulher tentou amarrar a mala à moto, sem sucesso, até que a perna de um corpo saiu da mala, que arrebentou, e a mulher abandonou a sacola, colocando os dois filhos na garupa da moto e fugindo.

Assustados com o que havia dentro da sacola, os vizinhos se aproximaram e notaram ser o corpo da idosa, vizinha deles.

Informações nd+

Artigo anteriorPorto Belo é o 2º Município com maior crescimento populacional da região da Amfri
Próximo artigoSuzane Von Richthofen deixa prisão e vai cumprir pena em regime aberto