Municípios da Amfri devem limitar atividades de bares até às 20h e proibir transporte público

0
796

Prefeitos da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (Amfri) se reuniram na tarde desta segunda-feira (13), em Itajaí, para discutir sobre a situação do novo coronavírus na região e novas ações a serem tomadas para conter a disseminação da doença.

A região da Amfri, segundo informado pelo Estado de Santa Catarina, por meio da Matriz de Avaliação de Risco Potencial, apresenta um risco potencial gravíssimo da doença do novo coronavírus. A informação é do último dia 07 de julho.

Com o alto risco de contaminação, a Amfri listou algumas diretrizes que devem ser seguidas pelos prefeitos associados. É importante ressaltar que cada município decidirá se seguirá ou não o acordado na reunião. Os decretos municipais devem ser anunciados ainda nesta semana.

Mercados

Limitar acesso a apenas uma pessoa por família a mercados e locais que comercializem gêneros alimentícios. Além da redução para 30% do limite permitido por estabelecimento, com medição de temperatura da população, fornecimento de álcool em gel, uso de máscaras, desinfecção de cestas e carrinhos de compras, bem como o controle da fila na entrada, mantendo o distanciamento mínimo de 1,5m.

Transporte público

Sobre o transporte coletivo, a Amfri recomenda a proibição do funcionamento.

Bares, restaurantes e similares

Os serviços de alimentação, tais como restaurantes, padarias e similares, devem funcionar das 6h  às 22h. Já bares e similares devem funcionar das 06h às 20h. Além disso, todos esses estabelecimentos devem se reduzir a permanência de 40% do limite, priorização do atendimento mediante reserva com agendamento de horário, intensificação das medidas de higienização de superfícies e áreas circulantes, bem como a disponibilização de álcool em gel 70% para os usuários nas entradas e saídas dos estabelecimentos.

Os locais também devem disponibilizar álcool em gel 70% em casa mesa ou balcão, informações visíveis sobre higienização de mãos, sabonete líquido, toalha descartável e lixeira com acionamento a pedal nos lavatórios de higienização.

O uso de máscaras também é obrigatório pelos atendentes e todo o cliente no interior do estabelecimento deve portar máscara.

Os empresários devem afastar obrigatoriamente todos os empregados pertencentes ao grupo de risco, tais como pessoas com idade acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos e gestantes de alto risco.

Fica vedada a utilização de bandas musicais. Sendo permitido voz e violão e similares, desde que tenha uma proteção de acrílico, separando o artista do público.

O uso de narguilé está proibido em espaços públicos e privados com acesso ao público, mesmo que ao ar livre. Fica proibida a permanência em pé no interior do estabelecimento exceto em filas e para acesso aos sanitários.

Artigo anteriorSuspeito de matar mulher e escondeu corpo de porta-malas é preso em Florianópolis
Próximo artigoVeja o resultado da primeira pesquisa eleitoral para Prefeitura de Itapema