Mulher defende marido que bateu em filho de 15 dias com pedaço de madeira em Balneário Camboriú

Segundo ela, o marido não teve a intenção de bater no filho durante a briga

0
1158

Um crime aconteceu na noite desta segunda-feira (25) na cidade de Balneário Camboriú. Segundo a vítima, o seu companheiro chegou em casa alterado e agressivo, quando ela resolveu se trancar no quarto. Dentro do quarto, em certo momento, o homem acertou a cabeça da criança com a madeira, a mãe pulou em cima da criança para protege-la e acabou sendo atingida por vários golpes de madeira.O

A mulher sofreu lesões nos braços e o filho na cabeça e no peito, eles foram levados pelo SAMU para o hospital Ruth Cardoso para atendimento de urgência. O homem foi preso e encaminhado à Delegacia de Balneário Camboriú.

Agora, após repercussão do caso em jornais estaduais, a mãe da criança defendeu o marido em uma postagem no facebook. No texto, ela disse que a mídia mentiu em certos momentos e ainda afirmou que o marido não teve culpa de ter acertado a criança, que não estava em seu berço, como deveria. Em nenhum momento ela negou o caso.

Veja a publicação completa:

“ Estou horrorizada com a mídia, com essas notícias FALSAS. claro que ele errou, foi violento sob o efeito de drogas e bebidas e tem que pagar por isso. Mas acima de tudo ele é doente e precisa de tratamento.

ESCLARECENDO OS FATOS: 1. nosso filho esta vivo e não houve traumatismo craniano. como podem ver nas duas primeiras imagens ele esta bem sem ruptura, sem fratura, esta apenas em observação e eu estou como sua acompanhante.

  1. NÃO HOUVE espancamento no bebê, nem se quer a intenção de atingi-lo. No momento em que ele arrombou a porta o bebê ao invés de estar no berço, estava na cama entre travesseiros e cobertores, enrolado em uma manta e eu me encontrava de pé em frente a cama, após arrombar a porta pegou um sarrafo e bateu em cima da cama para chamar a minha atenção E SEM INTENÇÃO acertou o bebê, foi onde pulei em cima do bebê e fui acertada também.

Acredito que quando ele arrombou a porta já não havia intenção de agredir, se não ele teria vindo direto em mim e não tria descontado a raiva na cama, logo que ele me acertou continuou nervoso quebrando os sarrafos NO CHÃO, parando por ai.

Quando a polícia chegou ele não estava mais violento, não fugiu, desceu e conversou com os policiais e os levou até o quarto onde eu tinha me trancado dentro do banheiro pois fiquei com medo da reação dele ao ver os policiais, cogitei a hipótese de ter uma discussão entres eles.

OBS: AS FOTOS QUE ESTÃO DIVULGANDO NÃO SOU EU E MEU FILHO, MUITO MENOS A MINHA CESARIANA. SÃO MATÉRIAS DE UMA MÍDIA MENTIROSA QUE GANHA EM CIMA DA DESGRAÇA FORJADA”.

 

 

Artigo anteriorHomem é condenado a mais de 100 anos de prisão por morte de três irmãs em Santa Catarina
Próximo artigoPolicial atuante do Proerd é homenageada na Câmara de Vereadores de Itapema