Motorista de Jaguar somava 68 pontos na carteira e poderia ter o direito de dirigir suspenso

0
1096

As infrações foram sobra excesso de velocidade, por avançar o sinal vermelho e por ultrapassar na contramão, acumulando 68 pontos na carteira desde 2014

Segundo reportagem publicada no NSC Notícias nesta quarta-feira (27), o motorista do Jaguar, preso preventivamente após um acidente que tirou a vida de duas jovens na BR-470 no último sábado (25), em Gaspar, deveria ter perdido o direito de dirigir no primeiro semestre de 2018.

Segundo informações, o motorista Evanio Wylyan Prestini, ultrapassou o número máximo de pontos permitido na CNH entre março de 2017 e fevereiro de 2018. As infrações foram sobra excesso de velocidade, por avançar o sinal vermelho e por ultrapassar na contramão.

O prazo para que o Detran-SC notifique o condutor sobre a perda do direito de conduzir veículo é de cinco anos. No total, Evanio tem acumulados 68 pontos na carteira desde 27 de fevereiro de 2014.

Crédito da foto: Divulgação

Artigo anteriorFlorianópolis, Balneário e Porto Belo estão entre as dez cidade mais procuradas para o carnaval no Brasil
Próximo artigoJovem de 22 anos é condenado a 16 anos de prisão por homicídio ocorrido em 2015