MDB define data, mas não fica preso às prévias

0
1013

O encontro realizado na manhã desta segunda-feira, 23, em Florianópolis definiu o dia 15 de fevereiro como data para a realização das prévias do MDB para as eleições do próximo ano. Com três pré-candidatos de peso para o Centro Administrativo – o deputado federal Celso Maldaner, o senador Dário Berger e o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli  – o maior partido de Santa Catarina antes de mostrar força, quer externar união em busca da vitória. Tanto que os três terão autonomia para buscar o entendimento entre eles e definir quem será o candidato.

“O mais importante é a unidade do partido. Nada impede que junto com o Antídio e o Dário encontremos uma proposta antes da data da prévia. O MDB unido é a força para a vitória em 2022”, disse Celso Maldaner, presidente estadual da sigla.  “A nossa integração e a nossa união, aconteça o que acontecer, será nossa marca. Porque separados não chegaremos a lugar nenhum. Vamos focar todos os nossos esforços para viabilizar nosso retorno ao governo do Estado”, afirmou o senador Dário Berger. “A minha preocupação é ganhar a eleição. Esse é o ponto. Pela força, pela capilaridade que temos, pelo exemplo que somos e unidos”, afirmou o presidente da associação dos Prefeitos do MDB, prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli.

Dentro do partido, cresce a tese de chapa pura. Em recente entrevista à coluna, o presidente da Alesc, Mauro de Nadal, deixou essa possibilidade, também defendida pelo líder do partido na Assenbleia, Valdir Cobalchini. “Mesmo anunciando três candidaturas, mesmo anunciando uma chapa pura, o MDB sempre vai ter possibilidade de uma boa conversa e quem sabe um nome que agregue melhor dentro deste encaminhamento a gente acabe abrindo espaços para compor futuramente”, disse à época Nadal. A ver.

Artigo anteriorSemana será com atividades em comemoração do Dia do Folclore
Próximo artigoPelo Estado: PTB em Santa Catarina