Liberado cultivo de ostras em 2 áreas de Bombinhas para comercialização

Segundo a Secretaria da Agricultura, Pesca e do Desenvolvimento Rural, permanece a interdição para mexilhões, vieiras e berbigões.

0
1177

As localidades Zimbros e Canto Grande, em Bombinhas, no Litoral Norte, foram liberadas na quinta-feira (24) para a comercialização e consumo de ostras, tanto nos costões quanto na beira da praia. No entanto, de acordo com a Secretaria da Agricultura, Pesca e do Desenvolvimento Rural, permanece a interdição para mexilhões, vieiras e berbigões.

Segundo a pasta, as ostras e mexilhões se comportam de forma diferente diante das concentrações de algas tóxicas, por isso a desinterdição é parcial.

Também está liberada a retirada, comercialização e consumo de ostras, os cultivos nas localidades de Perequê, Ilha João da Cunha e Araçá, em Porto Belo.

Permanecem interditadas
As localidades de Canto dos Ganchos, Calheiros e Ganchos de Fora, em Governador Celso Ramos, seguem interditadas para a retirada, a comercialização e o consumo de todas as espécies de moluscos e seus produtos, inclusive nos costões e na beira de praia.

A medida foi necessária após exames laboratoriais detectarem a presença de ácido ocadaico nos cultivos de moluscos bivalves da região. Quando consumida por seres humanos, essa substância pode ocasionar náuseas, dores abdominais, vômitos e diarreia.

Fonte: G1SC

Artigo anteriorTeatro estimula alimentação saudável em escola de Itapema
Próximo artigoExplosão em prédio de Balneário Camboriú deixa feridos