Itajaí realiza força-tarefa para recuperar ruas e auxiliar a comunidade

0
105

O Município de Itajaí realiza, desde o início da manhã, uma força-tarefa com caminhões e retroescavadeiras, após as chuvas intensas registradas nos últimos dias, para recuperar as ruas da cidade e no interior. A ação tem como objetivo limpar vias, consertar bueiros danificados, recolher restos de vegetações e de móveis nas localidades mais afetadas, além de auxiliar a comunidade que necessita.

Ao todo, foram registradas 273 ocorrências de sexta (06) até a tarde desta terça-feira (10) no Sistema de Comando de Operações. Somente as equipes da Secretaria de Obras de Itajaí atenderam mais de 130 chamados, principalmente para desobstrução de bueiros, fechamento de buracos, alagamentos e resgate de pessoas/animais.

“Após quatro dias de muito trabalho devido às fortes chuvas e inundações, iniciamos hoje pela manhã a recuperação da cidade. Todas as nossas equipes estão empenhadas, desde o início desta manhã, na limpeza das ruas e repavimentação em diversos bairros afetados, além de prestar auxílio aos moradores”, comenta o secretário de Obras de Itajaí, Márcio José Gonçalves, o Dedé.

Além da Obras, a Defesa Civil, Secretaria de Agricultura e Expansão Urbana, Guarda Municipal, Codetran, Assistência Social, Promoção da Cidadania e Instituto Itajaí Sustentável seguem com os trabalhos de suporte nos próximos dias.

“Perdi armários, cama, fogão, e ainda estou limpando minha casa. Estou aliviada pela Prefeitura ter vindo até a minha casa e tirado esses itens”, disse a moradora da rua Henrique Bianchini, no Cordeiros, Maria Gabriela

Abrigos ativos

O Município segue com quatro abrigos ativos: Salão Paroquial da Igreja São Cristóvão, no Cordeiros, Salão Paroquial da Igreja São Vicente de Paulo, no São Vicente, Salão Paroquial da Igreja São João, no São João, e Centro Municipal de Educação Alternativa de Itajaí (CEMESPI), no São João. Ao todo, 387 pessoas ainda estão abrigadas nestes locais. Somente o abrigo do bairro Cordeiros está lotado neste momento.

Estado de alerta

A Defesa Civil está em estado de alerta devido ao solo permanecer encharcado com risco alto para deslizamentos. O órgão de segurança e proteção monitora as condições climáticas e as áreas de encosta do município e auxilia a comunidade durante 24 horas, além de vistoriar pontos de possíveis alagamentos. Na quarta (11) e ao longo da quinta-feira (12), o tempo volta a ficar instável e a previsão indica chuva volumosa novamente para a nossa região.

A passagem de uma frente fria por Santa Catarina favorece a condição para chuva de moderada a forte intensidade acompanhada de trovoadas na região. Há risco para temporais acompanhados de descargas elétricas e chuva intensa em curto espaço de tempo. O acumulado de chuva nestes dias deve ficar entre 70 e 100 milímetros no Litoral Norte. Com isso, há risco para ocorrências associadas a alagamentos, deslizamentos pontuais e inundações.

Já na sexta-feira (13), a condição de instabilidade diminui e está mantida condição para chuva fraca e isolada a qualquer momento do dia.

Emergência Hídrica

O Município segue em regime de uso racional da água em virtude do Decreto de Emergência Hídrica. A Instrução Normativa 04/2023 alerta a população para evitar qualquer utilização de água tratada para lavação de bens, calçadas, fachadas, veículos, exceto para uso em atividade econômica. A infração fica sujeita à multa e interrupção do serviço, conforme Regulamento do Semasa aprovado pelo Decreto Municipal 11.304/2018.

De acordo com o Semasa, o sistema de abastecimento de água teve uma boa recuperação após as fortes chuvas, o nível foi reestabelecido e todos os reservatórios mantiveram sua operação. Apesar disso, a turbidez no ponto de captação de água segue alta (491 ntu) e permanece a recomendação para fazer economia de água.

Artigo anteriorPrefeitura de Itapema terá ponto facultativo na sexta-feira (13/10)
Próximo artigoCampanha de Multivacinação inicia dia 16 em Balneário Camboriú