Internações em UTI por Covid-19 em SC ficaram abaixo de 3% na última semana

0
212
Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom/Divulgação

As internações em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) por Covid-19 ficaram abaixo de 3% em todas as regiões de Santa Catarina na última semana. Os dados são do último boletim do Necat (Núcleo de Estudos de Economia Catarinense), divulgado nesta segunda-feira (3).

Conforme o levantamento, de 24 a 30 de setembro, as regiões Planalto Norte-Nordeste e Vale do Itajaí aumentaram ligeiramente o percentual de ocupação em relação à semana anterior, enquanto apenas a região da Grande Florianópolis aumentou as ocupações por Covid-19.

O Grande Oeste e o Meio Oeste/Serra mantiveram o mesmo percentual de ocupação. Por outro lado, as regiões Foz do Itajaí e Sul ficaram com as ocupações pela doença zeradas na última semana.

Média de casos cai no Estado

Houve uma queda de 27% dos novos registros em relação ao total de novos registros da semana anterior. Assim, a média caiu de 377 para 275 registros diários ao final da semana analisada, patamar considerado bastante inferior do registrado no mesmo período do ano passado, quando a média era de 350 registros diários.

Já os casos ativos tiveram queda na última semana e, assim, houve uma redução de 8% durante o período considerado. O Necat afirma que, mesmo que a circulação do vírus ainda continue no Estado, esse foi o menor patamar do indicador neste ano.

As regiões regiões de Foz do Itajaí e Vale do Itajaí responderam por 42% de todos os novos casos registrados, enquanto a Grande Florianópolis e o Sul foram responsáveis por mais 32% do total das ocorrências.

Já o Planalto Norte-Nordeste e o Grande Oeste somam 25% dos novos registros. Por fim, nota-se que a região Meio Oeste/Serra também teve expansão de novos casos, porém em proporções bem menores comparativamente às demais regiões.

Casos ativos na Grande Florianópolis

O boletim destaca o percentual ainda elevado, de 26%, dos casos ativos na região da Grande Florianópolis, que representa 441 pessoas positivadas, o maior número absoluto em todas as regiões.

As regiões do Planalto Norte-Nordeste e do Meio Oeste/Serra respondem por por 16% cada das pessoas positivadas no Estado. As mortes, porém, seguem em queda em Santa Catarina. No período analisado apenas 11 óbitos foram registrados.

Por ND+

Artigo anteriorColeta do Censo 2022 é prorrogada até dezembro
Próximo artigoMulher presa com R$ 6 mil em notas falsas em Aurora leva a apreensão de drogas em Blumenau