Coronel Marcos Aurélio Barcelos assume o Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar

0
109

Fotos: Peterson Paul / Secom

O coronel Marcos Aurélio Barcelos é o novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC). A passagem do comando foi realizada no fim da tarde desta segunda-feira, 6, com a presença do governador Carlos Moisés, no Centro de Ensino da corporação, em Florianópolis. Barcelos substitui o coronel Charles Alexandre Vieira, que exerceu a função por quase dois anos e meio, desde junho de 2019.

Carlos Moisés desejou sucesso na missão ao novo comandante-geral. “A palavra ‘servo’ é muito presente na mente de cada pessoa das forças de segurança, de quem põe em risco a própria vida para salvar a do próximo. Tenho certeza que o coronel Barcelos comandará o Corpo de Bombeiros Militar de modo a servir bem à sociedade catarinense”, afirmou o governador.

O chefe do Executivo estadual também lembrou do esforço do Governo na valorização e nas melhorias das condições de trabalho das forças de segurança, assim como dos êxitos obtidos com a criação do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial. “Este modelo que levou os quatro chefes das forças de segurança pública para o centro das decisões trouxe a diminuição nos números de crimes violentos e vem se mostrando bem-sucedido”, avaliou.

:: Mais fotos na galeria 

Currículo do novo comandante

Barcelos é natural de Florianópolis e tem 48 anos, dos quais 29 foram dedicados à carreira militar. Antes de assumir o Comando-Geral, era subcomandante-geral do CBMSC.

De acordo com Barcelos, a sociedade pode esperar um Corpo de Bombeiros Militar atuante e pronto para servir, à altura da tradição da corporação em seus 95 anos. “Nosso objetivo será a continuidade do planejamento estratégico, simplificação dos processos, um serviço de excelência e um olhar para dentro da corporação, resgatando e respeitando toda a nossa história, fazendo com que o nosso profissional se sinta bem. Assim a sociedade será bem atendida, porque todos estarão comprometidos a desempenhar bem a missão”, projeta.

Barcelos ingressou na carreira em 9 de março de 1992 e foi declarado aspirante a oficial em 1º de dezembro de 1995. É graduado em Direito e especialista em Defesa Civil e Gestão de Eventos Críticos e em Administração Pública. Também fez cursos de Especialização de Bombeiros para Oficiais, Comando e Estado-Maior e Altos Estudos Estratégicos.

Foi comandante do pelotão de Orleans, das companhias de Tubarão, Imbituba e Braço do Norte, foi subcomandante e comandante do 8º Batalhão de Bombeiros Militar, de Tubarão. Também já atuou como diretor de Segurança Contra Incêndio, presidente da Coordenadoria de Ciências do Fogo do CBMSC, do Comitê Nacional de Combate a Incêndio do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom). Mais recentemente, foi chefe do Estado-Maior Geral e subcomandante-geral do CBMSC.

Ex-comandante-geral faz avaliação positiva

O coronel Charles Alexandre Vieira, além de ter ocupado o posto máximo do CBMSC por dois anos e meio, também foi presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial ao longo de 2021.

“Minha avaliação desse período é muito positiva. Todos os objetivos que traçamos foram conquistados. Minha palavra neste momento é gratidão. A Deus, a minha família e ao governador. Desejo ao coronel Barcelos muito sucesso, que ele tenha o discernimento para fazer a corporação crescer e, cada vez mais, levar um serviço de qualidade à sociedade catarinense”, declarou o coronel Vieira.

Novo subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral

Na ocasião, o coronel Hilton de Souza Zeferino assumiu como novo subcomandante-geral do CBMSC e o coronel Alexandre Vieira foi nomeado como chefe do Estado-Maior Geral.

Também participaram da solenidade o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador João Henrique Blasi, deputados estaduais Onir Mocellin e Luciane Carminatti, subprocurador para Assuntos Institucionais do Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC), Alexandre Estefani, comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dionei Tonet, delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, perito-geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Giovani Eduardo Adriano, secretários de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira, e da Saúde, André Motta Ribeiro, subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, chefe da Casa Militar, tenente-coronel André Alves, e a presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, além de militares, ex-comandantes-gerais, bombeiros voluntários e familiares dos nomeados.