Condenado homem que matou e escondeu corpo de adolescente

0
1395
O servente de pedreiro, José Augusto Correia, 22 anos, foi condenado a 16 de anos de prisão pelo assassinato e a ocultação do corpo da adolescente Mirian Vanessa da Silva, 15. O crime aconteceu em 2016.

O júri popular aconteceu durante toda a quarta-feira, no fórum de Camboriú. José Augusto foi condenado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Dos 16 anos de prisão, 15 foram pelo assassinato e um por ter escondido o corpo.

José Augusto e a esposa, Carolaine de Moraes, foram presos em dezembro de 2016. Na época, eles eram os principais suspeitos de matar Mirian. José Augusto assumiu o crime e livrou a cara da esposa. Ela não foi denunciada pelo Ministério Público. Mirian estava grávida.

José Augusto namorava a adolescente, mesmo sendo casado, e a menina engravidou. Para não assumir a paternidade, planejou o assassinato.

Para convencer a menor a sair de Camboriú, ele a iludiu falando que os dois iriam morar juntos em outra cidade. No dia 3 de julho de 2016, Mirian sumiu de casa, mas antes contou para parentes mais próximos que iria morar em outra cidade com José.

Com a investigação conduzida pelo delegado Osnei Valdir, que à época estava na frente da divisão de Investigação Criminal, a polícia descobriu que Mirian tinha sido assassinada.

José Augusto confessou o assassinato e mostrou à polícia onde escondeu Mirian. O corpo da adolescente foi encontrado no início de fevereiro do ano passado em uma área de mata fechada no Pico da Pedra.

Com informações Diarinho

Artigo anteriorPrazo para enviar o IRPF 2018 termina em 3 dias; Saiba o que acontece se você não declarar
Próximo artigoGoverno muda regras do cartão de crédito para reduzir juros