Coluna Pelo Estado: Projeto em formação

0
123
Foto: Adriano Piekas

Após aprovar às pressas o projeto do governo para a contratação de 1.053 profissionais para reforçar a segurança nas escolas estaduais, agora, os parlamentares da Alesc avançaram na formação de um grupo de trabalho para definir os prazos e as medidas de combate à violência nas escolas que sejam paralelas a este reforço da segurança. A ideia, que já havia sido defendida pelo governador Jorginho Mello durante o encontro com o presidente Lula há algumas semanas, irá trabalhar com vieses pedagógicos e de formação humana, fomentando a cultura da paz nas escolas, abordando pautas como a saúde emocional, segurança digital, entre outros assuntos.

Em reunião, ocorrida no gabinete do presidente Maurício de Nadal, ficou definida a formação de um comitê permanente que contará com a representação de, pelo menos, 20 entidades. A formação ainda deve ser aprovada pela Mesa Diretora do Parlamento Catarinense nesta quarta-feira. Além disso, o grupo decidiu por realizar seis grandes audiências públicas regionais para apresentar e colher sugestões para a construção do projeto. Os encontros serão em Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Joinville, Lages e Chapecó, mas, sem data definida. Enquanto essa parte do projeto segue em formatação, a lei para contratação dos policiais da reserva foi sancionada e publicada no Diário Oficial da União na noite da última segunda-feira, 24.

Mais Médicos no Estado

A deputada federal Ana Paula Lima (PT) anunciou no início da semana que o Ministério da Saúde, por meio do programa Mais Médicos pelo Brasil, lançou edital de chamamento para contratação de 224 novos médicos para atuar em Santa Catarina. Em todo país serão 6.252 novas vagas.

O novo edital do Mais Médicos, publicado nesta semana no Diário Oficial da União, prevê que os profissionais enviados ao Estado atuem em 114 municípios. Dentre eles, dois de alta vulnerabilidade, 12 de média vulnerabilidade, 48 de baixa vulnerabilidade e 50 de muito baixa vulnerabilidade.

Cada cidade catarinense vai contar com, no mínimo, um médico do programa, sendo que 15 delas terão pelo menos quatro médicos. Itajaí é o município com mais postos e lidera a lista, com 13 vagas. Na sequência aparecem Brusque (9), Blumenau e Palhoça (8), Içara (7) e Braço do Norte, Chapecó, Florianópolis e Mafra (com 5 cada).

O programa foi retomado oficialmente em março deste ano.

Impacto do turismo

A Fecomércio SC promove, na próxima sexta-feira (28), às 9h30, na sede da entidade, um encontro para apresentar a Pesquisa Fecomércio SC Turismo de Verão no Litoral Catarinense 2023, realizada anualmente em Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna e São Francisco do Sul, com turistas e empresários/gestores. A pesquisa traz, entre outras informações, o perfil dos turistas que circularam do litoral catarinense, os impactos econômicos e os desafios para as próximas temporadas.

Energia e recursos

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina lançou esta semana a Frente Parlamentar em Defesa das Cooperativas de Energia, que será coordenada por Volnei Weber (MDB). Atualmente, o estado conta com 22 cooperativas de energia que atuam em 70 municípios, atendendo cerca de 260 mil propriedades, com 31 mil quilômetros de rede e mais de 27 mil transformadores. O objetivo maior da Frente é promover a ampliação da capacidade de distribuição de energia e dar o suporte necessário do governo para que as cooperativas de energia possam realizar investimentos em subestações e redes trifásicas.

ACIB

Associação Empresarial de Blumenau (Acib) elegeu pela primeira vez uma mulher para comandar a mais antiga entidade representativa de Santa Catarina, Christiane Buerger, da Ártico Indústria de Refrigeração. Ela terá como vice Osnildo Maçaneiro, presidente-executivo da Cooper. A eleição teve chapa única de consenso.

Operação Mensageiro

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) vai colocar em pauta na próxima quinta-feira, 27, a denúncia do Ministério Público contra o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP), na operação Mensageiro, e contra o prefeito de Itapoá, Marlon Neuber (PL). Caso ela seja aceita pelos três desembargadores-membros do grupo, os políticos se tornarão réus. Com as denúncias aceitas, inicia-se a fase das ações penais, onde haverá audiências para depoimentos e a apresentação de acusação e defesa.

Sem visitas

O ex-presidente Jair Bolsonaro adiou a visita que faria a Santa Catarina porque o Estado não oferece a estrutura de segurança para os roteiros da viagem. Segundo o deputado Daniel Freitas (PL), que foi quem informou sobre a decisão de Bolsonaro, o medo de um segundo atentado, como aconteceu durante a campanha de 2018, o fez rever a decisão. O roteiro de Bolsonaro por Santa Catarina incluía Joinville e Criciúma.

Artigo anteriorProfissionais de saúde recebem treinamento para atender emergências com motolâncias em BC
Próximo artigoItapema realiza Domingo da Família nos Bairros na Avenida Beira Mar do Centro