Celesc lança campanha de palestras em escolas para divulgar dicas de segurança

0
81

A Celesc deu início nesta semana ao projeto Celesc nas Escolas, que visa levar orientações de segurança sobre energia elétrica para estudantes de todo o Estado.

Na manhã desta quinta, 15, foi realizada a cerimônia de lançamento, na sede administrativa da empresa, com a presença do presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, da assessora de Responsabilidade Social da empresa, Regiane Marlene Dias e da gerente do Ensino Fundamental da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Simone Citadin Benedet.

O evento também contou com a presença da secretária de Educação de Florianópolis, Fabrícia Souza, da delegada da Polícia Civil, Michele Correia Rebelo, da Capitão, Karla Medeiros, representando o alto comando da Polícia Militar e o programa Proerd e do Paulo André Jukoski da Silva, presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

O Programa Celesc nas Escolas foi desenvolvido para alunos de 8 a 11 anos, de escolas públicas e particulares, em diversos municípios de Santa Catarina.

Os profissionais envolvidos são servidores da Companhia que recebem previamente uma orientação pedagógica para passar os ensinamentos para as crianças.

O conteúdo ministrado no âmbito do projeto discorre de maneira lúdica e educativa sobre a prevenção e riscos de acidentes, apresenta uma abordagem sobre as práticas delituosas crescentes relativas aos furtos de fios, cabos e transformadores, bem como o furto de energia elétrica, popularmente conhecido como “gato”, e sensibiliza sobre a conscientização para a redução do consumo de energia das famílias.

“Essa metodologia traz como resultado a conscientização de crianças, público-alvo do programa, tornando-as vetores da comunicação sobre os temas em suas respectivas famílias e comunidades”, comenta o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa.

A assessora de responsabilidade social da Companhia, Regiane Marlene Dias, explica que foi feito um teste do projeto em uma escola da região central de Florianópolis, em maio, que teve uma repercussão muito positiva, tanto da parte dos pais como dos estudantes. “As crianças demostraram interesse e atenção ao conteúdo e levaram para casa os princípios do programa”, diz.

“A Educação do Estado será uma parceria deste projeto, divulgando e orientando as coordenadorias regionais para que as escolas abracem essa iniciativa, que tem um papel tão transformador na comunidade escolar e nas famílias”, destacou Simone Citadin, da Secretaria de Estado da Educação.

As escolas interessadas em participar do projeto devem encaminhar uma solicitação para o e-mail investimentosocial@celesc.com.br.

Deverão constar no e-mail as seguintes informações:

  • Nome da Escola;
  • Município;
  • Endereço completo;
  • Professor responsável contato (com nome, e-mail e telefone);
  • Contato alternativo ao do professor responsável (também com nome, e-mail e telefone);
  • Número de turmas com crianças com 8 a 11 anos que demandam a aula;
  • Período das aulas (matutino, vespertino ou ambos).

Origem do Projeto

O Programa Celesc nas Escolas vinha sendodesenvolvido de forma pontual em escolas de Santa Catarina. No ano passado, as atividades ocorreram em 12 cidades do Estado, entre março e abril, e atingiram um público de cerca de 950 participantes. A ação envolveu eletricistas, instrutores e técnicos da empresa.

Com o passar dos anos e a evolução do planejamento da área de Assessoria de Responsabilidade Social da Celesc, em linha com o previsto no novo Plano Diretor Celesc 25-35, que visaao atendimento do Objetivo Estratégico de “garantir práticas éticas e sustentáveis ambiental e socialmente”, a Companhia viu como imprescindível que fosse estruturado um programa a ser aplicado nas escolas sobre o uso seguro e consciente de energia.

O projeto visa, entre seus objetivos, a promoçãodo desenvolvimento de recursos educacionais para a multiplicação do tema; a incorporação das diretrizes de segurança da Celesc eo uso eficiente e racional de energia elétrica, além de conscientizar acerca de práticas irregulares como o furto de fios e cabos, bem como o furto de energia.

Os voluntários que participam do Programa Celesc nas Escolas recebemconteúdos e sugestões de roteiro para as aulas conforme orientações técnicas do Departamento de Segurança, Saúde e Bem-Estar (DPSS) da empresa. Também são disponibilizados um vídeo e cartilhas com dicas de abordagens para os instrutores voluntários.

Ricardo Furlanetto, gerentedo DPSS, afirma que os estudantes da faixa etária atendida se tornam multiplicadores dos conceitos básicos de prevenção. “As medidas de segurança previstas neste projeto são de fácil interpretação pelas crianças, e estas servem de canais de comunicação com seus lares, transmitindo o conhecimento aos seus familiares, evitando acidentes de origem elétrica”, destaca.

Artigo anteriorCesta básica registra variação de preço em Itajaí
Próximo artigoCampanha que troca selos por potes colecionáveis já garantiu 3 toneladas de alimentos para doação